Fale conosco: (11) 2292-5409 | Email: contato@netlogistica.com.br

Olá Visitante - Login

Desempregado em busca de recolocação

Está desempregado? Precisa retornar rapidamente ao mercado de trabalho?


Dicas importantes para quem está desempregado e busca uma recolocação.

#1. Não demore a iniciar a busca por uma nova oportunidade. Nada de relaxar, tirar férias, fazer pausa para repensar a sua carreira. Quanto mais tempo demorar, mais difícil tende a ser a sua recolocação. Quer repensar a sua vida profissional? Faça isso empregado, ganhando dinheiro! Você tem contas para pagar! Tem sonhos para realizar! Mãos a obra!

#2. Mantenha uma rotina de trabalhador. Entenda a procura de uma nova colocação como um emprego. Tenha horários. Acorde cedo. Durma tarde. Faça muitas horas-extras. Lembre-se, você está trabalhando para você mesmo!

#3. Trabalhe o aspecto psicológico. Não esmoreça. Nunca desista. Evita cercar-se de pessoas negativas.Não repita o mantra da crise. Tenha muita confiança em si mesmo. Tenha pensamentos positivos. Visualize-se em uma nova empresa, fazendo aquilo que você ama, em um ambiente motivador e agradável!

#4. Emprego passado é página virada. Não perca seu precioso tempo tentando entender o porquê da sua saída e quem foram os responsáveis por tudo. Não alimente sentimentos vingativos, não queira dar troco ou punir alguém. Bola para frente, a vida segue! Faça sim uma auto análise, nua e crua, e avalie onde você acertou e onde você errou. E tenha uma postura proativa na melhoria dos aspectos que você entendeu serem necessários. Recorra a pessoas verdadeiras e sinceras, de seu convívio, e peça para elas apontarem as principais deficiências que precisam ser superadas.

#5. Tem algum dinheiro sobrando? Vai receber uma boa rescisão? Invista uma pequena parte dele em suporte na sua recolocação. Cuidado ao buscar essas empresas; opte por aquelas especializadas no seu negócio. Desconfie de promessas maravilhosas. Bons profissionais de recolocação atuarão de forma bastante realista contigo, apontando a real situação do mercado e aquilo que precisa ser feito para superarmos os obstáculos existentes. Veja o quão disposto esse profissional (ou essa empresa) está em entender o seu problema e as suas aspirações, e o que ele realmente poderá fazer para te ajudar. Não compre um “pacote”, compre uma solução personalizada.

#6. Não despreze oportunidades. Mesmo que estejam aquém (ou às vezes até além) do que você pretende, sempre vale a pena conhecê-la mais a fundo. De repente podem existir outras vagas diferentes daquela anunciada, para as quais você poderá se encaixar perfeitamente. E mesmo que não existam, a entrevista lhe permitirá conhecer novas pessoas e exercitar o seu comportamente perante um entrevistador.

#7. Não estabeleça barreiras do tipo “só trabalho em local com fácil acesso por metrô”, ou “não aceitarei propostas que demandem muitas viagens”, ou “é muito longe da minha casa, e o trânsito é complicado”. Como tratado no item anterior, pelo menos conheça um pouco mais da oportunidade existente, pois ela poderá te conectar a outras.

#8. Prepare-se para as entrevistas. Atenção especial à pontualidade. Também não descuide de sua aparência. Questione o tempo que você tem. Cuidado ao falar de si mesmo, seja nos aspectos positivos, como nos aspectos negativos. Não se alongue demais; seja objetivo, mas preciso. Cuidado ao falar das empresas anteriores. Cuidado ao tratar de suas aspirações futuras. Aproveite para treinar. Treine com alguém de sua confiança. Treine com profissionais especializados, como headhunters, psicólogos voltados a organizações empresariais, colaboradores da área recrutamento e selação em grandes empresas, etc.

#9. Capriche no seu CV. Provavelmente ele será o meio pelo qual uma empresa lhe identificará como um potencial candidato. Peça ajuda de profissionais da área. Não exagere em seu tamanho. Não omita dados a seu respeito como idade, estado civil, moradia, etc. Estabeleça claramente o cargo ou área pretendida; não coloque coisas como “Gerente de Logística / Gerente de Produção / Gerente de Compras / Gerente de Customer Service”; ou é uma coisa ou é outra. Evite termos muito técnicos e siglas nessa primeira abordagem; talvez o profissional de RH desconheça-os. Deixe para desfilar seu repertório “logistiquês” na entrevista com seu futuro superior.

#10. Entenda que essa é uma batalha que depende muito mais de você do que dos outros. Networking é bom, mas em muitos casos não é ele quem lhe ajudará a arrumar um bom emprego. É importante se relacionar bem, ser lembrado, mas a sua persistência e dedicação serão fundamentais nessa luta. Na prática, pouquíssimas pessoas estarão dispostas a dedicar parte do tempo delas preocupadas com o seu problema. Veja o networking como algo complementar, mas não como a única saída para a sua recolocação.

Boa sorte! Sucesso! Espero encontrá-lo em um bom emprego! Conte conosco se precisar.

Artigo escrito por Debora Lima, Diretora da NETLOG,
empresa voltada à busca de executivos e recolocação especializada em logística e supply chain.

Top